O Brasil é o país da cirurgia plástica. Uma cirurgia bem sucedida pode melhorar muito a auto-estima e qualidade de vida dos pacientes. Como tudo na vida, esta benesse deve ser aproveitada com parcimonia, sob risco de sérios efeitos adversos. Sendo assim, obter informação é fundamental.
Saber o que esperar de cada procedimento. Seus benefícios e suas limitações. Somente assim poderá julgar e escolher o procedimento e o profissional mais adequado para ajudá-lo (a).
Nosso objetivo aqui é tentar expor o mundo da cirurgia plástica, sem fantasias e sem milagres.

Dr. Marcelo Takeshi Ono
CRM: 21591 - Paraná
RQE 511
Compartilhe este Anúncio

A nossa pele, quando jovem, é lisa e elástica. Contém grande quantidade de acido hialuronico, que preenche os espaços entre as células. Com o passar dos anos a quantidade de acido hialuronico diminui, assim como a pele torna-se menos hidratada, o que contribui sobremaneira para o aparecimento de vincos e rugas na pele.
O acido hialuronico (AH) consiste em uma molécula de origem não animal, sintetizada em laboratório. Com isso não há risco de transmissão de doenças e dispensa testes alérgicos. Ele atua melhorando a hidratação da pele e preenchendo espaços, diminuindo a formação de rugas. Ele se integra aos tecidos e permite a passagem de oxigênio e hormônios para as células, mantendo-as com aspecto saudável.
O fato de possuirmos naturalmente o acido hialuronico em nosso corpo, praticamente elimina reações de rejeição.

PERGUNTAS MAIS FREQUENTES:

1) A partir de quantos anos é indicado o preenchimento facial com ácido hialurônico?
O preenchimento facial não tem uma idade certa para ser iniciado. Pode ser usado em cicatrizez deprimidas, marcas na pele resultantes de outros traumas. É mais usado para camuflar as marcas do tempo. Nestes casos, em geral após os 30 anos.

2) Como agem os preenchedores?
Como o próprio nome diz, preenche os espaços, distendendo as rugas, tornando-as mais superficiais ou até invisíveis. Também hidrata e melhora a passagem de nutrientes para a pele. Em outras palavras, as rugas e vincos são disfarçadas.
Na prática é um tipo de "escultura facial" onde exaltamos o que é harmônico e belo e camuflamos o que esta em desarmonia.
A figura abaixo ilustra como age o preenchedor.



3) É necessário anestesia para sua aplicação?
Na maioria das vezes não. O procedimento é rápido (em torno de 10 minutos). Algumas vezes associado à anestesia tópica (pomada ou resfriamento) e raramente bloqueio dos nervos com infiltração.
Em geral, o procedimento é bem tolerado, mesmo sem anestesia.

4) Quais os tipos de preenchedores?
Existem preenchedores definitivos (metacrilato ou PMMA) e preenchedores temporários (ácido hialurônico e outros). É de preferência do autor o uso apenas de preenchedores temporários. E dentre eles o AH. Apesar de ser liberado para este uso, o autor não utiliza o PMMA para fins de preenchimento facial.
A principal desvantagem do ácido hialurônico é o seu custo. É a principal queixa tanto de médicos e pacientes. Se o seu tratamento está muito mais barato que a média, possivelmente seu tratamento não é com ácido hialurônico.

5) Quais os locais mais comuns em que se aplicam os preenchedores?
Praticamente todas as rugas e vincos da face podem ser preenchidas com acido hialuronico. Os locais mais comuns, com melhores resultados são as rugas entre as sobrancelhas, ao redor dos olhos e "bigode chinês". É muito usado também para rugas ao redor dos lábios e para aumentar o volume dos lábios.
Abaixo ilustramos os pontos que podem ser tratados com AH.




6) Quanto tempo dura o resultado?
O efeito dura em média 6 a 8 meses. Existem algumas formulações mais espessas, para preenchimento de rugas profundas, onde o efeito pode ser visto até 1 ano após.

7) O que pode "dar errado" com uso de preenchedores?
No caso dos preenchedores definitivos, existe o risco do organismo não aceitar o produto (rejeição).
Este risco é praticamente nulo com o ácido hialurônico. Com AH pode ocorrer vermelhidão no local da aplicação (resolve-se em até 48h), áreas endurecidas (regride em 2 semanas) e hematomas no local da punção. Podemos ainda citar o risco do paciente não gostar do resultado, o que é raro quando feito com parcimônia e boa técnica. É comum aplicarmos gradualmente e não "tudo de uma vez". A técnica permite pequenos retoques após algum tempo. Assim minimizamos o risco de arrependimento.

8) Qual a vantagem de usar preenchedores temporários?
Caso o resultado não seja o esperado, basta ter um pouco de paciência que retornará exatamente ao que era.
Caso o resultado agrade, pode ser repetido quantas vezes for necessário. Não impede o uso de outras técnicas (toxina botulinica, cirurgias e etc).
Praticamente inexiste o risco de rejeição.

9) É comum o uso de Botox associado aos preenchimentos?
É muito freqüente e benéfica esta associação. A toxina botulinica (Botox) pode prolongar a duração do acido hialuronico. Sem contar que a melhora das rugas e vincos é mais expressiva quando o tratamento é associado.

10) Vale a pena fazer preenchimento?
Desde que você entenda a limitação do procedimento e os cuidados, vale sim a pena. A grande vantagem do preenchimento com acido hialuronico é não alterar a imagem facial. Apenas camufla o que esta em excesso. Não há mudanças drásticas na fisionomia. Não desfigura e não tira a identidade da pessoa. Apenas atenua as marcas do tempo.
Como dissemos, a principal queixa dos pacientes (com razão) é o custo do tratamento com acido hialuronico.
Produtos de boa qualidade e boa técnica permitem resultados muito naturais.
Nomes comerciais dos ácidos hialuronicos mais usados: Surgiderm, Restylane, juvederm.

Sugestões de leitura:
www.juvederm.com
www.restylane.com






 Home
 Conheça seu Médico
 Contato
 Links
 A Clínica
 Twitter
 Orkut
 Facebook

 Cirurgias Plásticas
 Procedimentos Estéticos
 Informações Essenciais
Av. dos Estudantes, 2034
Ibiporã, Paraná
Cep. 86200-000

Telefones:
(43) 3158-4545
desenvolvido por  Young Studio / MC